Programa mostra vantagens de uma gestão integrada dentro das organizações

Liderar uma empresa não é tarefa simples ou fácil, mas quando se tem uma equipe integrada em todos os níveis e com foco no crescimento global da organização, a missão pode trazer resultados surpreendentes. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Grupo Cia de Talentos em 2018, as empresas devem mudar seus modelos hierárquicos e pouco participativos por uma liderança distribuída, inclusiva e colaborativa. O estudo concluiu que este é o pensamento de 79% dos jovens, seguidos de 83% de média gestão e 81% da alta liderança.

Algumas empresas catarinenses, que fazem parte e seguem iniciativas do Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC), têm utilizado uma das estratégias defendidas pelo movimento e apostado na gestão integrada com as equipes para desenvolver projetos e programas internos. Um exemplo é a blumenauense Villa Têxtil, que implementou em 2018 o Embarque Imediato, um programa de excelência de aprendizagem corporativa com a consultoria do FIESC/SESI. Durante seis meses, os colaboradores da empresa foram envolvidos em “Trilhas de Aprendizagem” focadas nas lideranças de cada área. Foram formadas equipes com cinco integrantes cada, para que elas desenvolvessem projetos e apontassem dores e soluções do dia a dia da organização. No início do mês de maio, cada equipe apresentou o projeto desenvolvido para a diretoria da empresa.

Para Alfredo Fantoni, diretor da Villa Têxtil Ltda e diretor financeiro do SCMC, o Embarque Imediato foi a oportunidade de uma redescoberta coletiva e individual ao mesmo tempo. “Ter uma imersão em que integramos todas as partes da empresa, possibilitou olhares mais profundos e compreensões mais claras do que devemos realizar. As conexões entre os setores foram restabelecidas e recriadas. Todos deveriam experimentar”, revela Fantoni.

Mensurar os resultados deste tipo de trabalho ou projeto pode não ser tão simples, mas quando há números que falam por si, os frutos ficam mais claros. A produtividade do setor de costura da Villa Têxtil aumentou cerca de 5% depois da implantação das “Trilhas de Aprendizagem” aplicadas nas equipes. De acordo com Marlon Wippel, gerente comercial da empresa, o aumento se deve à mudança de comportamento das pessoas que se envolveram no projeto. “O engajamento da equipe foi o grande destaque para este resultado, a escuta ativa, os valores, conexões e competências maximizaram o desempenho da equipe, obtendo um nível de performance elevado”, revela.

Como forma de reconhecimento aos resultados, as colaboradoras que obtiveram 100% de aproveitamento no programa ganharam um jantar com acompanhante, custeado pela empresa. Tamires Pereira é uma das colaboradoras da empresa que participou ativamente do projeto, ela destacou o poder da coletividade proporcionada com a experiência. “Valeu pelo aprendizado, por não pensar somente em mim mesma e pensar muito nos outros”. O depoimento de Tamires reforça os pontos positivos da gestão integrada e participativa, seja desde o chão de fábrica até a diretoria, com todos os elementos integrados e pensando juntos num mesmo propósito.

Clique aqui para baixar a todas as imagens