SCMC foi convidado para integrar iniciativa nacional de moda sustentável

SCMC convidado para integrar iniciativa nacional de moda sustentável

 

Propor soluções inovadoras para os desafios da moda sustentável na próxima década, este é um dos principais objetivos do projeto iniciado em 2017.

 

Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) foi convidado a integrar o Lab Moda Sustentável. Uma iniciativa nacional, sistêmica e multissetorial, formada por 55 organizações brasileiras ligadas a moda. O objetivo é o de abordar e transformar os principais desafios do mundo da moda no país, a partir da visão construída coletivamente pelos participantes.

 

O vice-presidente do SCMC, Osni Júnior, estará em São Paulo, nos dias 14 e 15 de agosto, onde representará a plataforma. Durante o encontro, os participantes se comprometem a desenvolver e fortalecer iniciativas inovadoras para a moda sustentável. “Co-criar e participar de iniciativas como o Lab Moda Sustentável nos dá a certeza de que o caminho que iniciamos há 13 anos com o SCMC, é a forma mais assertiva de contribuir para uma moda mais justa e sustentável.”, destaca Júnior. 

 

SCMC integra a Equipe do Laboratório da Moda Sustentável 2019-2020, convocado pela aliança composta pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). O Lab Moda Sustentável tem como investidores o Instituto C&A, a OIT e conta também com apoiadores como as catarinenses Cia Hering e Fundação Hermann Hering, uma das primeiras a apoiar o movimento. 

 

O projeto teve início em janeiro 2017, e desde então tem criado coletivamente estratégias que contribuem para a sustentabilidade da moda nacional. As equipes elaboraram a Teoria de Mudança, na qual foi definida a visão, os resultados esperados e os impactos que o LabModa Sustentável (LMS) quer ver no mundo da moda nacional até 2027. Além disso, construiu um Mapa Sistêmico, no qual identifica os pontos de alavancagem ou desafios a serem abordados para transformar a cadeia da moda nos próximos anos. Organizada em seis grupos de trabalho (GTs), a equipe cocriou e prototipou seis iniciativas multissetoriais, que endereçam esses desafios:

 

  • Educação, formação profissional, ciência e     tecnologia;
  • Cultura     e consumo;
  • Ciclo de vida do produto; uso intensivo de     recursos e toxicidade;
  • Trabalho: condições, informalidade,     migração; desigualdades sociais, raça e gênero;
  • Modelo de negócio, relação entre os elos     da cadeia;
  • Políticas públicas e ambiente de negócios.

 

Para fortalecer o setor na busca por uma moda justa e sustentável em 2019 e 2020, o Lab Moda pretende alcançar os seguintes resultados: lideranças e organizações do setor engajadas e colaborando e inovando nos desafios da moda; relações estabelecidas entre atores e redes da cadeia, favorecendo práticas de negócios justas, transparentes e sustentáveis em níveis regionais e nacionais; maior visibilidade das práticas sustentáveis na moda dentre as lideranças do LabModa e no setor em geral; e as iniciativas multissetoriais de impacto e escaláveis fortalecidas, testadas ou em andamento endereçando os desafios prioritários.

Clique aqui para baixar a todas as imagens